logo
Credivertentes
     

02/10/2017
Credivertentes inaugura agência em Senhora dos Remédios

Ponto de Atendimento é o 17° da cooperativa, que chega também a Belo Horizonte nos próximos meses

Foto: Deividson Costa

A quinta maior cooperativa de crédito do Sistema Crediminas, eleita uma das maiores empresas de Minas Gerais, abriu as portas de seu 17º Ponto de Atendimento (PA) nesta segunda-feira, 2. Assim, ao inaugurar uma nova agência em Senhora dos Remédios, a Credivertentes começou outubro registrando, historicamente, a média de pelo menos um PA instalado a cada dois anos.

Mas vale lembrar: a expectativa é de que até dezembro a Credi chegue, também, à capital mineira.

 

Comunidade

Senhora dos Remédios tem cerca de 10,6 mil habitantes. Territorialmente, fica a 50km de Barbacena e a pouco mais de 25km de Alfredo Vasconcelos – cidade que sediava, até então, o Ponto de Atendimento “caçula” da Credi.

Com economia baseada no comércio e na agricultura, Senhora dos Remédios ostenta, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 15 mil hectares de área voltada ao agronegócio. Nesse espaço são criadas mais de 13,7 mil cabeças de gado produzindo 8,1 milhões de litros de leite por ano. Com isso, o setor movimenta sozinho R$8,2 milhões de reais. Isso sem falar em outros destaques, que incluem culturas de arroz, feijão e milho.

Nada disso, no entanto, contava com o suporte de instituições creditícias cedendo financiamentos, auxiliando transações ou mesmo oferecendo estrutura básica para pagamentos e recebimentos de salários.

A nova agência da Credivertentes, na realidade, é a primeira em funcionamento na comunidade após mais de 20 anos.

 

 

Cidadania

O comerciante Celso de Carvalho Passos explica, em detalhes, a dificuldade de realizar movimentações financeiras na cidade até chegada da Credi a Senhora dos Remédios.

“Para fazer quase todas as operações financeiras a gente precisa percorrer pelo menos 30km, chegando a Ressaquinha. Se houver um pouco mais de complexidade, como na troca de cheques ou na necessidade de crédito, é necessário ir a Barbacena. Além do tempo necessário para isso, há os riscos corridos, os gastos extras que acabam quando há uma agência com um gerente perto de casa”, conta.

E completa: “Todo primeiro dia útil do mês, aliás, uma cena é recorrente aqui na cidade: filas enormes em correspondentes bancários nos estabelecimentos comerciais. Se não fosse isso, não sei o que seria dessas pessoas até agora, mas quem precisa receber aposentadoria ou pensão passa horas aguardando, debaixo de sol ou chuva. Algo realmente complicado principalmente para os idosos. Com a Credi, a nossa história recomeça”.

A agência fica localizada à Rua do Rosário, n°49, no Centro.

 

Depoimentos

A inauguração do novo PA foi regada a depoimentos de motivação e boas-vindas. “Começamos a receber convites para nos instalarmos em Senhora dos Remédios há cerca de um ano. Entendemos, desde o início, que éramos chamados por uma comunidade progressista e nos comprometemos, agora, a oferecermos o melhor créditos, os melhores produtos e os melhores serviços integrados a um sistema nacional, o Sicoob”, comentou o presidente do Conselho de Administração, João Pinto de Oliveira.

A prefeita local, Sônia Milagres, completou: “É de coração que recebemos vocês e passamos a fazer parte dessa trajetória que ultrapassa 30 anos e tanto fez pela região. O cooperativismo passa a ser nossa filosofia”.

 Cooperativismo, aliás, em todos os detalhes, conforme frisou o gerente da agência recém-inaugurada, Anderson Silva. “É preciso agradecer a várias pessoas envolvidas nesse processo e na realização deste sonho hoje. Particularmente, deixo um ‘muito obrigado’ aos também gerentes Aloízio Andretto, de Barbacena; Ana Paula Castro, de Ibertioga; e Francielle Pereira, de Alfredo Vasconcelos. Foram meus tutores na caminhada até aqui e prometo exercer tudo o que aprendi”, disse.

A fala foi ao encontro da mensagem deixada pelo padre José Juliano da Silva. “Todos viemos ao mundo com talentos especiais para fazermos o bem uns aos outros. Hoje é Dia do Anjo da Guarda. Que sejamos capazes de cumprir essa missão e, com nossa humanidade, auxiliar o irmão também”. Para o diretor executivo-financeiro da Credi, Luiz Henrique Garcia, é esse o segredo da instituição: “Se cada colaborador e associado se enxergar como essencial para que a receita do cooperativismo dê certo... se cada um exercer seu papel visando um bem maior, comunitário, as respostas serão sempre positivas”, encerrou.

WhatsApp Email LinkedIn Google+